quinta-feira, 9 de junho de 2011

Os Sete Pecados da Memória - Primeiro Pecado: Transitoriedade


• Você era o melhor aluno da sua classe em matemática. No entanto, passados 30 anos, você não é capaz de resolver uma simples equação de segundo grau.
• Você leu o jornal hoje pela manhã, mas não é capaz de se lembrar das suas manchetes.
• Você participou de um congresso há 3 meses. Apesar de você ter achado o congresso incrível e tenha adorado todas as palestras, hoje você não é capaz de evocar o nome de nenhum dos palestrantes.
• Na semana passada você teve uma aula sensacional no cursinho. No entanto, hoje você não é capaz de se lembrar de nada dessa aula.
Estes são exemplos da transitoriedade, a tendência que nossas memórias têm de se enfraquecerem ao longo do tempo.

Memórias que você evoca com frequência podem permanecer razoavelmente vívidas por décadas. Por outro lado, outras lembranças desaparecem rapidamente de nossas memórias. O momento em que estamos mais propensos a nos esquecer é logo após adquirir a informação. Essa transitoriedade da memória foi descrita pela primeira vez pelo psicólogo Hermann Ebbinghaus. Em seus experimentos, Ebbinghaus criou várias listas de sílabas sem sentido e observou o tempo necessário para armazená-las. Baseando-se nesse estudo, foi criada a famosa curva de Ebbinghaus – também conhecida como Curva do Esquecimento.


Memória – use-a ou perca-a

A memória requer repetições para o armazenamento das informações. Ou seja, você será capaz de se lembrar das informações que você usa ou pensa frequentemente. Por esse motivo, as lembranças de um livro se tornarão mais fortes se você fizer um fichamento sobre ele ou participar de discussões, do que se você simplesmente abandoná-lo na estante após a leitura.

Imagine dois estudantes pra concursos: um advogado, que trabalha 8 horas diariamente e outro estudante, também formado em Direito, mas que se dedica apenas aos estudos. Dependendo da prova que forem prestar, o primeiro advogado, ainda que com menos tempo pra estudar, pode obter um resultado infinitvamente maior, se ele for argüido sobre situações que ele encontra diariamente. A vivência é capaz de oferecer uma aprendizagem que dificilmente é superada pelo estudo tradicional.
Assim, se você for estudante, procure vivenciar ao máximo aquilo que você está aprendendo – ainda que apenas em sua imaginação.

2 comentários:

Vado disse...

Bom dia é mas uma sugestão, ou seja, porque vc não coloca em teu blog aqueles dispositivos onde a pessoa se cadastra pra receber no e-mail tudo que vc posta?

Alberto Dell'Isola disse...

Como faz isso no blogspot?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...