quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Não estude em grupos!

À primeira vista, estudar em grupos parece ser uma excelente ideia! Veja logo abaixo algumas das supostas vantagens de se estudar em grupos:

• É menos estressante.
• Cada pessoa pode estudar uma porção da material. Posteriormente, todos explicam sua parte para os membros restantes do grupo de estudos.
• Possibilidade de geração de novas ideias e debates.
• Uma maior possibilidade de conseguir tirar suas dúvidas.

Compreendo que existam diversas vantagens para se estudar em grupos (imagino que vocês conheçam ao menos uma dezena delas). No entanto, o estudo em grupos possui uma grande desvantagem: essa estratégia simplesmente não funciona.

A única maneira eficiente de se aprender alguma matéria difícil é: criar uma boa base, utilizar técnicas mnemônicas, organizadores gráficos e resolver dezenas e dezenas de exercícios. Infelizmente, não é possível fugir desse processo. Compreendo que é chato estudar sozinho, sem ninguém para poder debater suas ideias e compartilhar seu conhecimento. No entanto, realmente não há saída a não ser o estudo individual.

Veja a seguir os principais motivos pelos quais o estudo em grupo não funciona:


Perda de tempo durante a preparação: geralmente, as sessões de estudo em grupo demoram para começar. Algumas vezes o motivo será o atraso de algum colega. Outras vezes, o motivo será o surgimento de alguma fofoca imperdível e que merece ser debatida antes do início da sessão de estudos. Não importa o motive! Fato é: sessões de estudo em grupo demoram para começar.
Perda de tempo durante a aprendizagem: o tempo necessário para se debater algum assunto qualquer, por mais complicado que seja, sempre será maior que o tempo necessário para se estudar a mesmo assunto, sozinho.
Autossabotagem: estudar em grupos é uma excelente oportunidade para passar o tempo e não estudar. Quando era adolescente, eu adorava estudar nas casas dos meus amigos. Como meu pai me proibia de jogar videogame nos dias de semana, essas supostas sessões de estudo eram ótimas oportunidades para desenvolver minhas habilidades no Street Fighter nos dias letivos. Geralmente, essas supostas sessões de estudo servem apenas para jogar conversa fora, contar as novidades do campus ou debater sobre o último BBB.
• Sobrecarga de um dos membros: geralmente, apenas um dos membros realmente sabe a material. Assim, esse membro acaba sendo obrigado a ensinar a todos membros do grupo, deixando de lado suas prioridades. Concordo que ao ensinar, se aprende muito. No entanto, no estudo em grupo, a escolha do assunto a ser ensinado geralmente não parte daquele que sera o professor e sim dos “alunos”.

O mesmo vale para o estudo em sala de aula (seja na escola, faculdade ou no cursinho). Se após a aula você não debulhar ao máximo o assunto explanado, você nunca aprenderá de verdade.


Exceções


Insta salientar que não sou contra eventuais sessões de estudo em grupo. Por exemplo, um grupo de alunos que deseja discutir sobre a organização de algum congresso certamente precisam se reunir. No entanto, é preciso limitar essas reuniões em grupo para assuntos que funcionam APENAS em grupo. Para qualquer outro tipo de assunto, opte por estudar sozinho. Caso tenha alguma dúvida específica, converse rapidamente com seu colega-tutor ao final da aula. Sinceramente, não vale a pena criar um grupo de estudo apenas para tirar dúvidas específicas.

19 comentários:

Anônimo disse...

Alberto, estou acompanhando o blog. Parabéns!

Nath disse...

Bons argumentos Alberto! Acompanho sempre seu blog, tem sido uma ótima base para meus estudos!
Continue postando!

Alex disse...

Esse post me fez lembrar de uma frase do Mark Twain: " Eu nunca permito que minha escola obstrua minha educação" :) Infelizmente a escola que frequentei exigia que fizéssemos muitos "trabalhos em grupo" como ferramenta de aprendizado e não tinha como escapar. Mas talvez tenha como driblar isso: escolhendo um(a) colega de classe interessado(a) e fazer o trabalho em dupla (se permitido) ou render-se ao grupo de estudos e, ao mesmo tempo, aprender individualmente. Que pensas?

Gosto muito do blog e estou acompanhando!

Alberto Dell'Isola disse...

Anônimo e Nath: obrigado pelo incentivo e pelos comentários!

Alex: sempre detestei trabalhos em grupo. Compreendo que, na escola básica, seja importante esse tipo de trabalho. Também compreendo que, em certos contextos, seja essencial trabalhar em grupos.

Em minha vida acadêmica, criei as seguintes estratégias para trabalhos em grupo:

a) Escolhia um bom aluno para fazer a dupla. Assim, o primeiro trabalho eu faria sozinho e colocava o nome dele. O segundo, ele fazia sozinho e colocava meu nome... Isso se repetia até o final do semestre.

b) Fazia tudo sozinho. Nunca me importei em tirar ou colocar o nome de alguém de acordo com sua produtividade. Costumo tomar atitudes que me tragam algum benefício. Se não vai me fazer nenhuma diferença, eu simplesmente não me importo.

Sobre o estudo em grupo.

Existe uma abordagem que funciona, mas que não citei no tópico. Os amigos se reunem para estudar individualmente. Ao firmar um compromisso com várias pessoas, maiores são as chances de não darmos "bolo". Então, estudar sozinho, mas em grupo, é realmente uma boa estratégia!

Abraços e obrigado pela contribuição!

Anônimo disse...

Não consigo estudar em grupo. Qualquer coisa me distrai e tenho que recomeçar minha leitura.

Concordo quando você diz: "Então, estudar sozinho, mas em grupo, é realmente uma boa estratégia!"
Geralmente faço isso antes das provas, pois sei exatamente qual a minha duvida. Não gosto de fingir que estudei, prefiro passar horas tentando entender um assunto do que simplesmente pegar algum macete ou regrinha.

Tenho dificuldades em algumas matérias, mas em outras consigo aprender só de olhar pro quadro. é estranho :~~

No mais, parabéns pelo blog e por sua história. Estou lendo suas dicas e tentando colocar em prática.

Abraços

CinyPaz disse...

Alberto, estou acampanhado seu blog e estou gostamdo muito <3. Muito bons seus artigos, muitos amigos meus falam que gostam de estudar em grupos pq tem a ilusão de que estão aprendendo com os "CDFs", particulamente nunca gostei muito, no fim de tudo acabamos fofocando mais e discutindo coisas nada a ver com o assunto rsrs.

Pedro disse...

como eu soh precisava de 7 pra passar

eu aprendia o suficiente pra isso durante as aulas

soh frequentava as sessões de estudo por causa das minhas belas colegas de classe.

e como eu era o unico q manjava de matematica, acabava sendo mto requisitado

abraços Alberto

Vitor disse...

Alberto, esta de parabens conteudo de alta qualidade. Estou estudando pra concursos e fazendo faculdade e já adicionei seu blog nos favoritos

Alberto Dell'Isola disse...

Muitissimo obrigado a todos pelos comentários! Suas contribuições acabam por enriquecer ainda mais a postagem e até mesmo o blog!

Abraços a todos e continuem postando também!

Anônimo disse...

ja assinei seu feed

parabéns pelos assuntos debatidos !

Anônimo disse...

Caro Alberto, seu blog é excelente e o descobri depois de ler a entrevista no Papo de Homem. Queria só perguntar se vc já está utilizando o twitter, pois seria uma maneira legal de nos dar dicas rápidas e úteis! Abraços, Davi

twitter.com/davi_alvarenga

Alberto Dell'Isola disse...

Anônimo: obrigado pela audiência.

Davi: eu até possuo o Twitter. Infelizmente, não vi graça naquilo ainda. Vou lhe adicionar ao meu perfil. Abraços e obrigado pela sugestão!

rafael oliveira disse...

eu já estudei em grupo e realmente se obtém baixo aproveitamento. Vários membros do grupo praticamente não estuda e ficam esperando respostas daquele que estuda mais. Sempre quando se estuda em grupo, se perde várias horas com conversas paralelas e no fim, o estudo acaba ficando de lado.

Erick André disse...

Vi o final de sua entrevista no programa do Jô, acabei correndo para ver seu site, porém estava fora do ar e acessei o seu blog. Gostei muito do material aqui encontrado e realmente ele irá me ajudar. Sou formado e estou terminando uma pós-graduação e começando outra.

Anônimo disse...

Seu blog trata de assuntos muito interessantes, mas, acho que grupos de estudo podem sim ser ótimos para estudar, acho que o maior erro é dizer que é "ótimo para estudar", quando na verdade ele é ótimo para revisar assunto.

Para tirar o maior proveito de um GE os participantes devem colaborar e se organizar. Dizer que estudar sozinho é melhor que em grupo me parece uma visão muito passadista, assim como as escolas hoje em dia são exatamente iguais às do passado e não evoluem.

Addyl disse...

chato é que na faculdade que eu estudo, eles exploram MUUITO essa questão de "trabalho em grupo", "prova em dupla", "grupos de estudo", eu prefiro mi dedicar AO MAXIMO sozinho, pois se eu errar, vou saber PORQUE e COMO concertar esse erro.

Anne disse...

Me sinto mais aliviada, achava que estudando sozinha, não ia ter um bom rendimento, valew era o que estava precisando ler.

Hérika Hellen disse...

e quando não se consegue aprender sozinho, o que fazer?

Unknown disse...

Boa noite. Eu sempre tive um excelente rendimento, só ou em grupos. Agora, justo aquelas pessoas que não têm rendimento considerável fazem questão do grupinho. Seja na 8ª série, na facu ou no cursinho para concurso. Parabéns pela sua sinceridade e efetividade em tocar uma ferida aberta de modo a engrandecer nossa percepção.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...