domingo, 17 de janeiro de 2010

Leitura dinâmica - O Regulador de Leitura

A técnica mais importante em um treinamento de leitura dinâmica é o uso do regulador de leitura. Em contrapartida, pouquíssimos cursos de leitura dinâmica do país ensinam essa técnica. O motivo de não ensinarem eu realmente desconheço, visto que a técnica do regulador não é apenas eficiente, mas também fácil de usar: você só precisará de usar seu dedo, caneta ou lápis. Ainda que a parafernália (taquitoscópio e outros equipamentos) utilizada por alguns cursos de leitura dinâmica possa realmente aumentar sua velocidade de leitura, a falta de praticidade que o uso desses equipamentos acarreta acaba desanimando o treinamento. Entendo que o treinamento de leitura dinâmica precisa ser como uma dieta balanceada: é preciso que ele seja incorporado no dia-a-dia, sem sacrifícios.

O uso do regulador foi descoberto por Evelyn Wood, pioneira nos estudos sobre leitura dinâmica. Em um dia como outro qualquer, Evelyn decidiu limpar alguns de seus livros empoeirados do porão. Enquanto limpava cada página, inconscientemente, Evelyn começou a acompanhar com seus olhos o movimento de suas mãos. Para sua surpresa, ao limpar cada página, ela estava sendo capaz de, simultaneamente, ler cada uma delas à velocidades incríveis. Estava nascido o método Wood de leitura dinâmica.

Veja algumas vantagens do uso do regulador de leitura:

• O regulador de leitura ajuda o leitor a manter um ritmo mais acelerado de leitura, durante o estudo de qualquer tipo de material escrito.
• O uso do regulador de leitura também promove um aumento da concentração. Observe, se você não estiver concentrado durante a leitura, você acabará percorrendo um trajeto bastante irregular com seu regulador de leitura. Assim, ainda que você distraia, você rapidamente perceberá sua desatenção e forçará novamente o foco na leitura.
• O regulador previne o retrocesso durante a leitura, seja ele involuntário ou voluntário, favorecendo a compreensão do texto.

O uso do regulador de leitura

Utilize seu dedo, lápis ou caneta (com tampa) para percorrer a região logo abaixo à linha que você está lendo. Se você estiver lendo no computador, use o mouse. O seu dedo, lapis, caneta ou mouse será o seu regulador de leitura. Quando você terminar uma linha, mova o regulador para a região logo abaixo à próxima linha e repita o processo até o final da sua leitura. Mantenha seus olhos acima no regulador, mas nunca olhe diretamente para ele. Sua atenção deve estar voltada para a visualização das palavras e não do regulador.
Em 1843, um estudioso francês chamado Laclair, descobriu que as letras de origem fenícia, como as de nosso alfabeto, eram identificáveis apenas pela parte superior.


Com base nessas informações, observe que é importante que você não fixe sua atenção à nenhuma palavra em especial. Para utilizar ao máximo do potencial de seus olhos, utilize do princípio descoberto por Laclair, fixando seu olhar levemente acima das palavras a serem lidas, lendo o máximo de palavras em cada fixação ocular.


Ao contrário do que as pessoas imaginam, a leitura não é efetuada em um ritmo constante. Assim, é importante que você diminua o ritmo de seu regulador caso você encontre algum trecho um pouco mais complexo. O leitor dinâmico, assim como um maratonista, precisa utilizar o ritmo adequado de acordo com os desafios que forem surgindo. O importante é não parar e manter sempre um ritmo – ainda que esse ritmo se altere ao longo da leitura. 


A partir de hoje, tente utilizar o regulador para todo o tipo de leitura que você fizer. Se você não tiver o hábito de ler diariamente, é importante que, durante esse estágio de adaptação ao uso do regulador de leitura, você utilize o regulador ao menos 15 minutos por dia. Lembra-se das metas diárias de leitura? Defina uma meta de leitura adequada para utilizar o regulador ao menos 15 minutos por dia. 


Nesse estágio de adaptação, se ao utilizar o regulador você sentir alguma perda sensível na compreensão do texto lido, páre de usá-lo por alguns instantes. Após a compreensão do trecho que originou suas dúvidas, retome ao uso do regulador. O uso do regulador demanda uma maior concentração do leitor. Assim, é comum que no início, ele diminua um pouco sua compreensão durante a leitura.


Ainda que esteja apenas iniciando o seu treinamento em leitura dinâmica, você provavelmente já perceberá um aumento da sua velocidade de leitura. Esse aumento pode não ser drástico, mas certamente já faz o exercício valer a pena. O aumento acontece porque esse exercício elimina o hábito do retrocesso, seja ele consciente ou inconsciente.

Para conhecer mais, leia: Treinamento Prático em Leitura Dinâmica

9 comentários:

Rod disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rod disse...

Essa técnica é muito interessante Alberto, porque de maneira que passamos os olhos por vocábulos conhecidos, passamos por eles mais rapidamente - princípio de fechamento da Gestalt -, assim como chega uma hora em que não iremos mais repetir mentalmente os som das palavras que visualizamos, tal a velocidade atingida.

camila disse...

muito interessante seu blog. já tem algum tempo q ouvi falar sobre leitura dinâmica mas nunca fui atras. usei o método do post e já senti uma leve velocidade na leitura, e o melhor: uma leitura sem retrocessos!!

Wandinha disse...

Funciona mesmo! Durante a leitura deste texto, eu fiz o uso do mouse como marcador, e pude perceber que o meu ritmo de leitura acelerou considerávelmente.
\o/

Guilherme Felipe disse...

Muito interessante. Tenho dois livros seus que falam sobre Memorização e afins, achei bem legal. Não sou um menta-atleta (lembro dessa denominação), mas mesmo assim é muito útil para o estudo do Direito - infelizmente não temos mais as aulas narradas. "SOCIDIVAPLU", isso eu não esquecerei. Um abraço pra você.

L[Ain].412 disse...

Olá,ALberto!

Eu já havia feito um cursinho de 4h há alguns anos, e agora com o que assisti de sua palestra mais o que estou lendo, estou realmente me sentindo estimulado e vendo já reflexos de melhoria em minhas leituras.

Parabéns pelo ótimo trabalho.

Se algum dia vier ministrar cursos no Rio, certamente participarei.

L[Ain].412 disse...

Olá, Alberto.

Parabéns por sua memória, pelo blog, e por todo o trabalho.

Eu já havia feito um cursinho de 4h há alguns anos, mas após tua palestra confesso ter melhorado a velocidade de leitura com a "técnica do regulador", e também estou começando a utilizar as técnicas de memorização dos vídeos.

Muito obrigado, e novamente, parabéns! Felicidades!

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...

Subvocalização:

Num primeiro momento achei que a vocalizacao era fisica dos labios e com menor gravidade a subvocalizacao apenas das cordas vocais, uma vibracao fisica. Contudo ao ler sobre o assunto percebi que a subvocalizacao é uma voz interna, é como se lessemos em voz alta imaginariamente independente de estar movendo os labios tampouco susurrando algo.
Acreditei durante um tempo que o fato de eu ler rapidamente sem ter movimentos labiais ou vibracoes das cordas vocais indicassem que eu não subvocalizava, contudo estava errado. Tambem achava que ao ler apenas as plavras chaves de forma rapida eu estava fazendo leitura dinamica, contudo esta leitura onde eu subvocalizo apenas as plavras chaves eu acabo INGNORANDO todo o resto dos componente do texto, artigos, pronomes, pontos, virgulas, apenas parte disso eu entendia o que no final do texto compromete toda a retenção especifica de algo explicado mas não compromete a compreensao do todo, a ideia.
Durante a tentativa de um exercicio que é ler e contar de 100 a 1 mentalmente, eu chego a uma duvida cruel: “Eu sei ler?” Porque me pergunto isso? Se enquanto eu leio tenho que imaginar a contagem regressiva dos numeros, como eu posso imaginar o texto, como vou entende-lo? Ou em determinado momento que me concentro em “imaginar o texto” ( formar uma imagem (ouvir uma explicacao ( subvocalização))) eu me perco completamente na contagem!
Não entendo como absorver o texto, entender, acompanhar sem me concentrar imaginar, ver e ouvir o quê o texto esta explicando... Como reter “tudo”?
Fico frustrado quando eu leio um texto e entendo, contudo ao ser questionado sobre algo especifico nele, uma passagem, uma definicao eu sou incapaz de responder.No final das contas eu entendi ou não... volto e leio, sim eu entendi, mas mesmo assim não sei responder de cabeça outras questoes de detalhes do mesmo texto... quero mudar o meu estado de entender pela habilidade de reter ou melhor, preciso reter o que entendo!
Qual a diferenca entre entender o sentido geral do texto e reter o que o texto conceituou e informou?
Devo ler e ir constuindo um conjunto de codigos de memoria para cada texto? E esses codigos, onde devo associalos, ou ele devem ficar um emaranhado de codigos perdidos no cerebros sem concexoes e fadados ao esquecimento??Isso não vai tornar minha leitura absurdamente lenta????
Onde estou errando??? O que devo fazer??? Estou perdidão na subvocalização e retenção de informação!

Muito obrigado
Rodrigo Conte

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...